Vida Afectividade e Sentido

15,90

Disponível por encomenda a fornecedor

REF: 9789897555701 Categorias: , , Etiquetas: ,

Descrição

Uma das grandes interrogações das filosofias do absurdo consistia em querer saber se a vida deve ter um sentido para ser vivida, se precisa da justificação de um ideal ou de uma finalidade derradeira para encontrar a sua razão. O interesse desta interrogação, oriunda da experiência inicial da absurdidade, quer dizer do vislumbre da inexistência de um tal fim, está em
dar-nos a entender que o esclarecimento da vida é progressivo e local, que a vida vai adquirindo sentido pelas interpretações singulares de cada vivente. Mas o que quer dizer interpretar? Será que o sentido é essencialmente motivado por disposições afectivas ou ele o inseparável da historicidade dos textos e das linguagens que articulam estratos de significação partilhada? O afecto e as emoções dão forma à relação que temos connosco, com outrem e com os signos que compõem o perpétuo devir de comunidades vivas, mas será que essas relações são possíveis sem a estabilidade de símbolos culturais pelos quais se constituem práticas comuns, instituições e identidades? Por seu turno, como devemos entender a nossa vida? Será ela uma sucessão de eventos cujo significado vai variando com a compreensão que temos de nós próprios, só atingível pelas histórias que contamos, ou será antes o sentir imediato de emoções e de qualidades afectivas, que permeiam a nossa percepção e as nossas representações, exprimindo continuamente uma potencialidade e um dinamismo pelos quais se transforma e adquire sentido o que nos acontece?

Informação adicional

de

Nuno Miguel Proença

Editora

Edições Húmus

Edição

Fevereiro 2021

Encadernação

Capa Mole

Páginas

252

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “Vida Afectividade e Sentido”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.