O Conflito – A Mulher e a Mãe

17,00

Disponível por encomenda a fornecedor

REF: 9789896411831 Categorias: , , Etiquetas: ,

Descrição

Trinta anos depois da edição de O Amor Incerto assiste-se a uma verdadeira guerra ideológica subterrânea cujas consequências para as mulheres não são ainda inteiramente perceptíveis. O regresso em força do naturalismo, que realça de novo o conceito de instinto maternal constitui, na opinião de Elisabeth Badinter, um perigo para a emancipação das mulheres e a igualdade dos sexos.
Perante a insistência com que se afirma que uma mãe deve dar tudo ao seu filho, o seu leite, tempo e energia, é inevitável que muitas mulheres hesitem, e recuem até, perante tais obstáculos. Algumas delas encontram a plena realização na maternidade, mas um número crescente, pelo menos nas sociedades ocidentais, acabam mais tarde ou mais cedo por fazer um balanço dos prazeres e dos sacrifícios que as aguardam. Num dos pratos da balança está uma experiência insubstituível, o amor dado e recebido e a importância de transmissão. No outro, as frustrações e stress e por vezes o sentimento de fracasso. Se numerosas mulheres europeias decidem não ter filhos, é porque tencionam realizar-se à margem da maternidade, tal como ela lhes é imposta. Muitas outras decidem não desistir de ser mães defendendo os seus desejos e a sua vontade contra o discurso de culpabilidade que persegue as mulheres que rejeitam a maternidade enquanto sacrifício.

Informação adicional

de

Elisabeth Badinter

Editora

Relógio D'Água

Edição

Outubro de 2010

Tradução

Regina Faria

Encadernação

Capa Mole

Páginas

176

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “O Conflito – A Mulher e a Mãe”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.