O Antigo Regime e a Revolução

17,90

Descrição

O Antigo Regime e a Revolução, publicado em 1856, é um livro fundamental para compreender a Revolução Francesa e as suas origens no Antigo Regime. Alexis de Tocqueville, que se considerava um homem de pensamento mais do que de acção, começou, em 1850, a idear um livro que combinasse a história e a filosofia da história. Como tema escolheu a Revolução Francesa, um acontecimento tão inevitável quanto imprevisto, e a sua relação com o Antigo Regime: «O livro que publico neste momento não é uma história da Revolução, história que foi escrita com muito brilho para que eu pense em reescrevê-la; é um estudo sobre essa Revolução.» Tocqueville defende que a revolução surgiu «naturalmente» daquilo que a precedera, e que «o objectivo fundamental e final da Revolução não era, como se acreditou, destruir o poder religioso e debilitar o poder político». O autor mostra como as diferenças entre as classes sociais, ao invés de terem sido aniquiladas pela Revolução de 1789, «desabavam em ruínas» ao longo de séculos por toda a Europa, e como «a destruição da liberdade política e a separação de classes causaram quase todas as doenças de que o Antigo Regime morreu». Depois da morte de Tocqueville, em 1859, o livro teve sucessivas edições em França e em Inglaterra. Publica-se pela primeira vez em Portugal esta obra-chave do pensamento político ocidental.

Informação adicional

de

Alexis de Tocqueville

Editora

Imprensa da Universidade de Lisboa

Edição

Setembro de 2020

Tradução

Luís Lima

Encadernação

Capa Mole

Páginas

276

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “O Antigo Regime e a Revolução”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.