M – Mussolini – O Homem da Providência

27,50

REF: 9789892352343 Categorias: , , Etiquetas: ,

Descrição

Nos primeiros dias de 1925, Benito Mussolini, o jovem presidente do Conselho italiano, tomba inconsciente no seu apartamento. O homem de camisa negra, botas de cano alto e pose altiva, que se prepara para controlar totalmente a vida pública italiana, encontra-se às portas da morte. É esta a cena inicial do segundo volume da epopeia do chefe fascista relatada por Antonio Scurati. M – O Homem da Providência começa onde M – O Filho do Século termina: em 1925, quando Mussolini planeia o passo seguinte do seu projeto de poder absoluto: fundir o seu nome com o do próprio país.

O caminho até à ditadura totalitária não será fácil. O Duce terá de enfrentar duras batalhas parlamentares, lutas internas do Partido, a ameaça de uma revolução e uma vida pessoal turbulenta. Quer conquistar território em África, sofre tentativas de assassinato, aproxima-se do crescentemente popular Adolf Hitler. O seu ego é desmedido, a sua ambição é megalómana, a sua vontade é de ferro, os inimigos são poderosos e em número incontável. Mas nada parece detê-lo. Não há que olhar para trás – durante a década de 1930, o futuro é promissor para este revolucionário nacionalista.

Em M – O Homem da Providência Antonio Scurati levanta o manto do esquecimento que pousara sobre pessoas e factos de importância capital e cruza de forma ousada narrações e fontes da época. Termina em 1932, o décimo aniversário da revolução: quando Mussolini ergue o impressionante santuário de mártires fascistas, que, ao mesmo tempo que pretende honrar o luto passado, parece pressagiar a tragédia futura.

Informação adicional

de

Antonio Scurati

Editora

Edições Asa

Edição

Outubro de 2021

Tradução

Miguel Freitas da Costa

Encadernação

Capa Dura

Páginas

672

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “M – Mussolini – O Homem da Providência”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.