Lucky Luke no Quebeque

10,90

Disponível por encomenda a fornecedor

Descrição

Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para o 5º ano de escolaridade, destinado a leitura autónoma.

O regresso do cowboy que dispara mais rápido que a sua própria sombra.

Este novo álbum de Lucky Luke permite-nos descobrir o talento de Laurent Gerra, verdadeiro fã da série, no seu novo papel de argumentista e constatar que Achdé é um notável “imitador” do Mestre Morris.
Uma injecção de talento que faz de Lucky Luke no Quebeque um êxito. Retomar uma série é sempre uma tarefa complexa, sobretudo quando se trata de um mito como Lucky Luke, criado e animado quase durante 50 anos por um dos grandes génios da Banda Desenhada, o imenso Morris.
No desenho, Achdé demonstra através das suas séries que é capaz de ressuscitar com respeito e criatividade o mais célebre cowboy da Banda Desenhada.
A Laurent Gerra, o mais popular imitador e humorista da última década em França, coube a tarefa de suceder a Goscinny, De Groot e Nordmann. A aposta foi ganha.
Fiel amante da série, Laurent Gerra recupera os melhores momentos de Lucky Luke e dá-lhe o seu toque pessoal através de uma incrível sucessão de personagens secundários deliciosos, de Céline Dion, cantora de cabaret, a Levy Strauss, inventor dos jeans.
A história assemelha-se a um clássico. Lucky Luke parte em direcção ao Quebeque à procura da apaixonada de Jolly Jumper. No faroeste francófono, o cowboy solitário cruza-se com um velhaco que pensa que o dinheiro tudo pode comprar. Perseguições, cavalgadas, duelos na neve e, evidentemente, batalhas de salão épicas, todos os ingredientes estão lá para gáudio dos leitores, pequenos e grandes.

Informação adicional

de

Morris

Ilustração

Achde e Anne-Marie

Editora

Edições Asa

Edição

Junho de 2020

Encadernação

Capa Dura

Páginas

48

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “Lucky Luke no Quebeque”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.