Grandes Mistérios da História de Portugal – Episódios controversos, lendas e histórias reais desconhecidas

16.60

REF: 9789896662011 Categorias: , Etiquetas: ,

Descrição

Há inúmeros factos da História de Portugal que toda a gente conhece, mas há também muitos acontecimentos desconhecidos e envoltos em mistério.
Pouca gente ouviu falar de uma rainha de Portugal chamada Mecía Lopes de Haro e muito menos do facto de ela ter casado com um primo, perdido os seus direitos reais e ter sido raptada. Quantos sabem que existiu, até ao século xix, um microestado entre a Galiza e Trás-os-Montes, equiparável a Andorra? Ou que tivemos um rei incestuoso e bígamo, que por isso foi excomungado? E quem conhece a história dos cinco falsos D. Sebastião? Misteriosíssima foi também a chegada a Portugal de uma fera nunca vista, uma ganda, que o rei D. Manuel I juntou em duelo com um dos seus elefantes, antes de «a bicha monstruosa» acabar afogada em França e empalhada em Itália. 

Na História de Portugal, há também, e poucos o sabem, espaço para um marinheiro valente, soldado destemido, cavaleiro terrível… que era uma mulher. Quem sabe que foi um português que criou o primeiro código de conduta para piratas? Que nos anos 1970 um navio português foi encontrado ao largo da costa de Moçambique sem nenhum dos seus 24 tripulantes? E que o fuzilamento do último português condenado à morte não foi noticiado pela imprensa? Ou ainda que um mercenário português conseguiu fundar o seu próprio reino na Ásia?

Episódios controversos, lendas e histórias reais: estes são alguns dos Grandes Mistérios da História de Portugal.

Informação adicional

Autor

Fátima Mariano

Editora

Contraponto Editores

Edição

Julho de 2019

Encadernação

Brochado

Páginas

224

Avaliações

Não existem opiniões ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Grandes Mistérios da História de Portugal – Episódios controversos, lendas e histórias reais desconhecidas”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.