Eu nem Sabia que Marvila Existia

16,00

REF: 9789899006928 Categorias: , , , Etiqueta:

Descrição

José Bragança de Miranda: «Eu nem sabia que Marvila existia. Não fazia a mínima ideia. Sabia que havia o 39, acho eu… o autocarro 39 tem lá escrito Marvila, foi a única coisa que alguma vez me levou a pensar em Marvila. Mas imagino que seja igual a todos os outros espaços, onde as pessoas vivem, se protegem, se jogam, se perseguem umas às outras, etc.» josé bragança de miranda — […] A Carla Filipe trouxe uma imagem de que gostei muito, do vegetal, o verde a invadir a pedra e a destruí-la… presenças muito fortes da natureza no meio duma espécie de suburbanização geral. Esses espaços têm interesse porque neles a natureza resiste melhor, as casas ocupam demasiado espaço. Eu, sempre que vou pelas ruas e vejo o asfalto dobrado pelas raízes das árvores, sei que está tudo a trabalhar, está tudo a fazer o que tem de ser feito. A terra está realmente a emergir contra tudo o que a história fez. maria filomena molder — Como aquela árvore a crescer no telhado de uma casa que vimos no nosso passeio.

joana braga— A vegetação a tomar conta…
maria filomena molder— Ah, mas a vegetação toma sempre conta, sempre.

Com a participação de moradores e de investigadores de diversas áreas de trabalho (como o urbanismo, a arquitectura, a filosofia ou a história), o livro propõe um trajecto pela maior mas também das mais desconhecidas freguesias de Lisboa, Marvila. O texto remonta às conversas entre estes diversos intervenientes, que tiveram lugar ao longo de dois anos em diversos bairros da freguesia, como se de uma única conversa, sem princípio nem fim, se tratasse. Uma conversa que projecta na paisagem do presente os múltiplos e complexos passados, e os futuros possíveis, de Marvila. […] O texto-montagem resulta da edição e remontagem da transcrição das intervenções em conversas que tiveram diferentes formatos: sessões de trabalho informais realizadas na Biblioteca de Marvila, encontros organizados pela TRAÇA em diferentes colectividades, e ainda as conversas tidas durante os passeios realizados por várias zonas da freguesia de Marvila, entre Fevereiro de 2019 e Março de 2020. A montagem segue o método do trajecto e o seu fio condutor foram as diferentes distâncias e proximidades ao tema-lugar onde todos estes encontros decorreram, como se de uma única conversa, sem princípio nem fim, se tratasse.

Informação adicional

Editora

Documenta

Edição

Outubro de 2021

Encadernação

Capa Mole

Páginas

196

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “Eu nem Sabia que Marvila Existia”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.