ÉDEN, ÉDEN, ÉDEN

19,00

Descrição

O já lendário romance de Pierre Guyotat, recheado de obscenidades e atrocidades várias, disponível agora em português pela mão da DeStrauss.
Publicado em França em 1970, e polémico desde esse momento, foi proibida a sua publicidade e venda a menores nos 11 anos seguintes, não lhe valendo sequer a intervenção de nomes de peso da intelectualidade francesa e internacional através de uma petição que reunia nomes como Simone de Beauvoir, Pier Paolo Pasolini, Jean-Paul Sartre, Maurice Blanchot, Max Ernst, Italo Calvino, etc.
 

«[…] No seu texto, é talvez a primeira vez que as relações do indivíduo e da sexualidade são clara e decididamente invertidas; já não são as personagens que se apagam em proveito dos elementos, das estruturas, dos pronomes pessoais, mas a sexualidade que inverte a situação do indivíduo e deixa de estar «submetida». Ao aproximar-se deste ponto, foi obrigado a despojar-se daquilo que tornava o Túmulo acessível; teve de fazer rebentar todas as formas e todos os corpos, acelerar toda a grande maquinaria da sexualidade e deixá-la repetir-se na linha direita do tempo. Terá de contar, receio (estive para dizer: espero, mas é demasiado fácil quando se trata de outra pessoa), com bastante oposição… Haverá escândalo, mas é de outra coisa que se trata.» 

Michel Foucault

Informação adicional

de

Pierre Guyotat

Editora

Edições DeStrauss

Edição

Dezembro 2021

Tradução

Diogo Paiva

Encadernação

Capa Mole

Páginas

401

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “ÉDEN, ÉDEN, ÉDEN”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.