A História Contemplativa – Ensaio

17,70

REF: 9789896446284 Categorias: , , Etiquetas: ,

Descrição

«A minha visão da História humana, da História-vivida é contemplativa.»
Esta obra de José Mattoso reúne palestras e artigos surgidos entre 1996 e 2013, que abordam temas tão diversos como as relações entre mouros e cristãos no século XI ibérico, as particularidades da religiosidade dos alentejanos, os contactos do Portugal recém-nascido com o mundo, a importância dos lugares e monumentos portugueses classificados como património mundial pela Unesco ou também a vida de Beatriz da Silva, santa portuguesa do século XV. A abrir o livro, um ensaio escrito expressamente para esta edição o qual pode ser visto como uma súmula do pensamento de José Mattoso, um dos mais notáveis historiadores portugueses de sempre, que vê a História como a «base do conhecimento da condição humana» ou mesmo como uma «mestra da vida» que, ao invocar feitos do passado, nos orienta em resoluções do presente.

«A minha visão da História humana, da História-vivida é contemplativa. Requer um olhar atento, global, pacífico, não interventivo. Um olhar que capta as relações do pequeno com o grande, do singular com o plural, do diferente com o semelhante, do mesmo com o contrário. Um olhar que coloca as coisas na sua ordem, que permite descobrir os géneros e as espécies, que classifica os conjuntos e lhes atribui qualidades. Um olhar que reconhece o movimento e as mutações, sem que a diferença de tempo altere a identidade. Um olhar que compreende os percursos e os destinos da Humanidade, a atração e a repulsa, o amor e o ódio.»
José Mattoso

Informação adicional

de

José Mattoso

Editora

Temas e Debates

Edição

Novembro de 2020

Encadernação

Capa Mole

Páginas

344

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “A História Contemplativa – Ensaio”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.