A Cidade de Vapor, obra póstuma que reúne, pela primeira vez, 11 contos inéditos de Carlos Ruiz Zafón.

Um arquiteto foge de Constantinopla com os planos de uma biblioteca inexpugnável. Um estranho cavaleiro tenta Cervantes a escrever um livro como nunca existiu. E Gaudí, a caminho de um misterioso encontro em Nova Iorque, deleita-se com a luz e o vapor, a matéria de que deveriam ser feitas as cidades.


Emilia Pardo Bazán, la fea, la gorda, que publicou dois livros — La Cocina Española Antigua e La Cocina Española Moderna — sobre aquilo que a tradição gastronómica do seu país mais valorizava — gostava de comer. Fez-se uma obesa de bom garfo, diabética, e o excesso de glicose no sangue causou-lhe úlceras oculares que complicavam com difíceis contratempos os seus momentos de escrita e de leitura. No dia 12 de Maio de 1921 morreu. Nessa manhã tinha começado a escrever mais uma novela: La Esfinge.
[Aníbal Fernandes]

.

Espera, Miyuki, nem todas as flores dançam ao mesmo tempo! Miyuki está impaciente: é o primeiro dia de primavera! Tem pressa de ir ao jardim, onde tudo floresce. Tudo menos uma pequena flor, ainda em botão. Miyuki, ansiosa por despertá-la, parte numa aventura em busca da água mais pura. O avô diz-lhe: “Espera!”, mas Miyuki só consegue pensar na sua flor que não desabrocha…

Perto da nova casa de Mustafa, há um parque. No parque há cores luminosas, flores que parecem línguas de dragão, pequenos animais que carregam bandeiras, música que é como um rio, pessoas mágicas e até uma menina que tem uma fita com um laço num gato.
A menina-com-o-gato diz palavras, mas o Mustafa não as compreende. Outras crianças brincam, mas não o veem. E o Mustafa sente-se invisível.
Até que um dia, a menina-com-o-gato lhe faz um gesto que significa “vem comigo”.»

.

Nenhum filósofo foi tão radicalmente pessimista como Emil Cioran. Escrito de um fôlego quando o autor tinha apenas 22 anos, Nos Cumes do Desespero marca o início de uma carreira literária tão fulgurante quanto solitária.

Este livro reúne um conjunto de ensaios sobre e a partir de Herman Broch, cruzando-o com autores como Wittgenstein, Walter Benjamin ou Goethe. Trata-se de uma reedição, revista pela autora, da edição original na editora vendaval, em 2005.


Novidades Ficção


Novidades Literatura Infanto-Juvenil


Novidades Música



Reedições de Esbjörn Svensson Trio, disponíveis a partir de 30 de Outubro: